Blog - 8 dúvidas frequentes sobre Financiamento Imobiliário

8 dúvidas frequentes sobre Financiamento Imobiliário

Financiamento

9 de Maio de 2022 | Por Victor

A compra do primeiro apartamento é o sonho de muitas pessoas e uma das opções para a realização desse sonho é o financiamento imobiliário. 

Por apresentar algumas regras a serem seguidas, algumas pessoas possuem dúvidas sobre essa modalidade.  

Por onde começar? Preciso dar um valor de entrada? É possível financiar com nome sujo?

Para esclarecer essas questões, trouxemos aqui as respostas para as dúvidas mais frequentes sobre o financiamento. Confira: 

 

1. Quem pode fazer um financiamento imobiliário? 

Qualquer pessoa que preencha os seguintes critérios: 

·        Ter mais de 18 anos ou ser emancipado com 16 anos completos;

·        Ser brasileiro ou possuir visto permanente;

·        Ter cadastro sem restrições junto aos órgãos de proteção ao crédito;

·        Possuir capacidade civil e de pagamento.

Ao optar por fazer o financiamento imobiliário diretamente com a construtora, você terá todo o suporte e informações durante todo esse processo. 

 

2. A instituição financeira faz uma pesquisa sobre a minha vida? 

Sim, é feito uma análise sobre sua capacidade de pagamento, seu histórico como pagador e também um levantamento sobre a existência de dívidas pendentes.

 

3. Trabalhadores autônomos podem se candidatar para o financiamento imobiliário?

Sim, desde que consigam comprovar sua renda.

Para que a Caixa conceda o crédito, o cliente deve mostrar que possui condições de realizar esse investimento a longo prazo.

Na ausência de holerite, os documentos que podem comprovar renda informal são: 

·        Contrato de prestação de serviço;

·        Recibos de trabalhos prestados;

·        Declaração de imposto de renda;

·        Declaração comprobatória da receptação de rendimentos elaborada por um contador;

·        Movimentação bancária. 

 

4. É obrigatório pagar o seguro do financiamento imobiliário? Se sim, como são calculados? 

Sim são obrigatórios. Os seguros de morte, invalidez e de danos físicos ao imóvel além de obrigatórios e servem para cobrir as despesas em caso de óbito de um dos compradores e também possíveis danos que ocorram ao imóvel durante o período de financiamento.

Eles são calculados tendo como base a taxa sobre o valor de avaliação do imóvel e as taxas da apólice sobre o valor do financiamento apartamento ao percentual de pactuação de renda dos compradores.

 

5. Como é calculado o valor das prestações e o prazo do financiamento imobiliário?

A prestação é calculada conforme os encargos principais, composto pelas parcelas de amortização e os juros mensais. Também utilizam para o cálculo os acessórios, sendo eles: seguros de morte, invalidez, danos ao imóvel e as taxas de administração. 

 

6. Após aprovado o financiamento, quanto tempo tenho para começar a pagar as prestações?

Quando o financiamento imobiliário é feito através de um banco ou instituição financeira, geralmente a primeira parcela é paga 30 dias após a assinatura do contrato. 

 

7. Posso utilizar meu FGTS para comprar um apartamento?

Sim. O saldo do FGTS auxilia na compra do apartamento caso você não tenha o valor suficiente para dar entrada no financiamento.

Utilizar o benefício também é muito útil para reduzir o valor que será financiado pelo banco. Você pode reduzir o número de parcelas, o valor das prestações mensais e também pagar menos juros no seu financiamento imobiliário. Se o valor for superior ao mínimo exigido em uma entrada, por exemplo, você consegue negociar taxas inferiores. 

 

8. É possível conseguir um financiamento imobiliário com o nome restrito? 

Depende. Em alguns casos o banco não concede nenhuma categoria de crédito para quem possui nome restrito.

É importante compreender quais situações levam ao banco ao não ceder o crédito: 

·        Nome inserido em cadastros de devedores como Serasa ou SPC (Serviço de Proteção ao Crédito);

·       Restrições no Banco Central. Se você passar um cheque sem fundos você poderá ser registrado no CCF - Cadastro de Emitentes de Cheque sem Fundos. Os demais bancos com acesso a este cadastro poderão negar o crédito;

·        Possuir dívidas com a Receita Federal ou INSS;

·        Possuir dívidas com o estado ou municípios.


Pensando agora em sair do aluguel? Preparamos um e-book com 5 super dicas para você conquistar o apê dos sonhos. Faça o download, é gratuito. 


Ainda tem dúvidas? Conte com os consultores especializados da ADN Construtora.

Entre em contato com nossos consultores através do WhatsApp e saiba mais sobre condições de financiamento imobiliário através do Programa Casa Verde e Amarela, com subsídios e condições facilitadas para você sair do aluguel e conquistar o melhor para sua vida! 

Gostou? Compartilhe!

Comentários

Deixe seu comentário

Todos os campos são obrigatórios

Comentário enviado com sucesso para liberação.

Não foi possível enviar seu comentário. Tente novamente mais tarde!

Confira artigos relacionados

Dicas ADN

Cadastre seu e-mail e receba dicas
de como conquistar o seu ADN.


Acompanhe a ADN nas
Redes Sociais

Instagram
Facebook
Youtube ADN
Instagram ADN
Ocorreu um erro. Este aplicativo pode não responder mais até ser recarregado. Recarregar 🗙